Central estréia no Pernambucano contra o Retrô no Lacerdão neste sábado (18)

Central estréia no Pernambucano contra o Retrô no Lacerdão neste sábado (18)

18 de janeiro de 2020 0 Por blogem

O Central estréia contra o Retrô, às 20h, no Estádio Luiz José de Lacerda (Lacerdão), pelo Campeonato Pernambucano da Série A1 2020. O árbitro será Rodrigo Pereira, Assistente Nº 01: Charles Rosas, AssistenteNº 02: Fernando Antônio, 4º Árbitro: César Leite. 

O provável time centralino é Léo, Polegar, Allan Miguel, Janelson e Evandro, Lucas Beato, Bosco, Vitor Ferreira, e Danilinho, Bambam e Leandro Costa.

A presença da torcida é muito importante, para incentivar o elenco alvi-negro para obter a primeira vitória na competição. Os ingressos estão sendo vendidos nas bilheterias da avenida Professor José Leão, no bairro Maurício de Nassau, e custam R$ 30,00 visitante na arquibancada no Tobogã, R$ 20,00 torcedor do Central na arquibancada da avenida Agamenon Magalhães, R$ 40,00 cadeira cativa, R$ 20,00 cadeira para sócio e R$ 10,00 arquibancada para sócio. 

O Central promete uma disputa acirrada no Pernambucano. Reforçada, a Patativa, comandada pelo técnico Evandro Guimarães, vai contar com um trio de ataque formado por Danilinho, Bambam e Leandro Costa. O primeiro é conhecido no futebol brasileiro. Foi campeão brasileiro na Série B, em 2005, e jogou pelas seleções de base do Brasil. Na última temporada, disputou a Segundona pelo CRB. O segundo reencontrará a cidade onde recebeu a primeira oportunidade como profissional, ainda no Sport, clube que o revelou. Em 2012, o atacante, então com 18 anos, estreou com a camisa rubro-negra diante do Porto. Já o último é ídolo da torcida centralina e foi um dos principais jogadores na campanha do vice-campeonato pernambucano, do Central, em 2018.

O Retrô nasceu em 2016, mas só disputou sua primeira competição profissional apenas no ano passado, quando conquistou o vice-campeonato da Série A2 do Pernambucano e garantiu o acesso à elite do Estadual. Agora, a equipe presidida pelo ex-dirigente do Sport, Laércio Guerra, se reforçou, apresentando um misto de atletas jovens e experientes com passagens pelo Trio de Ferro. Segundo informações de Gustavo Jordão, diretor executivo de futebol do Retrô, a folha salarial da equipe gira entre R$ 300 mil e 400 mil, patamar equivalente ao do Santa Cruz.

“Confiantes que faremos um bom Pernambucano, fatiamos o campeonato em três metas. A primeira é conquistar a vaga para a Série D do Campeonato Brasileiro do próximo ano. A segunda é garantir a participação na Copa do Brasil e a terceira é ganhar o Estadual. Esses pontos são interdependentes, um não vai acontecer se o outro não se realizar”, disse o dirigente da equipe, que conta com nomes de destaque no futebol pernambucano como Tiago Costa, Rodrigo Carvalho, Anderson Paraíba, Moreilândia, Valdeir e Hericles, e é dirigida pelo técnico Rômulo Oliveira. Recentemente, o presidente do clube estimou premiações acima de R$ 1 milhão para o elenco em caso de todas missões alcançadas